Conheça os novos gatilhos de compra dos consumidores

Você que é lojista sabe que não tem nada melhor do que um cliente fazer uma compra na sua loja. Mas para chegar até esse ponto o que será que se passou na cabeça dele?

É claro que tudo começa com a necessidade de ter um móvel novo, seja para substituir um antigo, para deixar a casa mais bonita, por necessidade ou por tudo isso junto.

Mas existem alguns fatores que estão fazendo com que o consumidor escolha determinadas lojas ou móveis e que vão além das razões acima.

Quer saber quais são? Você pode se surpreender, mas a verdade é que de uns tempos para cá os consumidores estão mais conscientes. Muitos já não aceitam, por exemplo, produtos que prejudiquem o meio ambiente. Outros fazem questão de saber se a madeira utilizada é de reflorestamento e assim por diante.

Por isso preparamos um material para que você conheça quais são os novos gatilhos de compra que estão movendo o consumidor na hora da decisão de compra. Veja:

1 – Conexões humanas: em um mundo cada vez mais voltado para algoritmos, inteligência artificial e compras online, as relações humanas estão sendo deixadas em segundo plano. Fará a diferença a empresa que conseguir unir o melhor dos mundos: conexão humana com as facilidades da tecnologia. Muitas pessoas ainda sentem falta de “falar com uma pessoa”, mesmo que seja em uma transação comercial. Você já deve ter passado pela experiência de ligar para um serviço de atendimento e se irritar com as mensagens eletrônicas: “Tecle 1 para isso, tecle 2 para aquilo…”. Não é muito melhor poder falar com uma pessoa?

2 – Preocupação com o meio ambiente: verificar a procedência da matéria-prima e como as empresas lidam com seus resíduos já faz parte do comportamento de muitos consumidores. Então se os seus móveis são feitos de madeira de reflorestamento, se o seu fornecedor oferece soluções sustentáveis e se a sua loja se preocupa com a reciclagem do lixo, por exemplo, parabéns! Você está no caminho certo. Apenas para se ter uma ideia da importância dessa tendência, uma consultoria feita pela empresa Nielsen, em 2018, revelou um crescimento de 5% na venda de produtos que apresentam alternativas sustentáveis.

3 – O prazer da experiência: nesse caso não se trata apenas de vender, mas sim de fazer com que o cliente tenha prazer em comprar, ou seja, tornar a experiência do cliente tão boa que o processo de compra seja extremamente prazeroso. Uma das formas de fazer isso é fazer com que sua loja física proporcione estímulos sensoriais. Já falamos sobre isso neste blog post, mas basicamente trata-se de estimular os cinco sentidos do consumidor (visão, audição, tato, olfato e paladar) de maneira positiva para aumentar as vendas. No caso de uma loja de móveis, isso é especialmente importante, pois os produtos atingem diretamente três destes sentidos: a visão, o olfato e o tato. Os outros dois podem ser complementados de acordo com o público alvo.

4 – Longevidade: estamos vivendo mais e melhor. Então é preciso estar preparado para um público mais velho que tem mais tempo para fazer compras, dinheiro e que também sabe lidar com tecnologia, mesmo sejam apenas os conceitos básicos. Para se ter uma ideia dessa realidade, uma pesquisa realizada pelo “International Longevity Centre”, revelou que as pessoas com mais de 50 anos gastam 43% do orçamento no consumo de produtos. Mesmo assim, a pesquisa apontou que 85% delas acham que a sua marca favorita “não compreende as suas necessidades”. Então que tal entender esse público e oferecer a eles o que eles precisam?

Como você viu não é apenas o preço que está influenciando na hora das compras. É preciso se adaptar a essa nova realidade para continuar sendo competitivo no mercado.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

Newsletter

Informe seu e-mail e receba nossos informatívos.

Obrigado por assinar nossa Newsletter!