Precificação: como calcular o preço dos meus produtos?

Sua loja está montada e funcionando bem. Seus produtos estão à mostra na loja e os clientes estão comprando. Tudo está funcionando perfeitamente, mas será que é possível aumentar ainda mais minha margem de lucro?

É aí que entra uma parte do planejamento estratégico muito importante, a precificação, ou seja, o cálculo de quanto deve custar seu produto. Esse valor deve levar em conta principalmente seu lucro e quanto o cliente está disposto a pagar, além de outras variáveis.

Mas atenção! Não se preocupe se o preço ficou um pouco acima do que você estava imaginando pois isso pode ser uma vantagem!

Um preço mais alto pode fazer com que seu cliente tenha uma percepção mais valorizada dos seus móveis. Sabe aquela conversa de que “se é muito barato não deve ser tão bom”? A valorização dos seus produtos deve começar por você!

Mas então como fazer para precificar meus móveis? Veja algumas dicas:

1 – A concorrência

Uma boa forma de precificar é observar os valores da concorrência, mas atenção! Para isso seus produtos devem ser iguais ou similares.

Uma boa dica é cobrar um pouco a mais, porém oferecer serviços extras gratuitos como entrega, garantia estendida e apostar em um atendimento de excelência para que o cliente sinta que vale a pena pagar um pouco mais para comprar na sua loja.

2 – Seus custos

Com certeza você tem uma tabela com todos os custos fixos e variáveis da sua loja, certo? O cálculo do valor do seu móvel deve levar estes custos em conta.

Você também deve colocar na ponta do lápis o quanto está pagando ao seu fornecedor, ou seja, quanto eu posso ter de margem de lucro?

Outro fator importante é verificar se está valendo a pena trabalhar com uma determinada linha de móveis. Se ela não estiver dando lucros, você poderá perder dinheiro pois estas peças ocupam lugar no seu mostruário, no estoque e ainda tomam o tempo dos seus funcionários.

3 – Valor mais alto

Como dissemos acima, um valor um pouco mais alto pode valorizar seu móvel. A lógica aqui é a seguinte: “se é mais caro deve ser melhor”.

Mas atenção! Apenas use esta estratégia se isso for verdade. Caso contrário você sairá no prejuízo futuramente. Isso porque com o tempo aquele móvel vai se desgastar e o cliente será um propagador de péssimas notícias da sua loja.

Nesse caso seus vendedores devem ser muito bem orientados sobre as vantagens daquela peça. Deve ficar muito claro para os clientes porquê eles estão pagando um pouco a mais por aquele móvel.

4 – Encante seu cliente

Você pode cobrar um pouco mais se conseguir encantar seu cliente. Mas como? É um trabalho que envolve todos os aspectos do seu negócio: desde a estrutura física da loja, funcionários, atendimento, formas de pagamento, etc…

Sua loja deve despertar os cinco sentidos do cliente. Já fizemos um post sobre isso. Além disso, seus funcionários devem ser extremamente solícitos e ter todas as informações na ponta da língua.

Oferecer várias formas de pagamento e também não apenas um café, mas chás e bolos é uma pequena atitude que faz uma grande diferença.

5- Aumente o preço aos poucos

Uma pesquisa feita pelo especialista em inteligência artificial, Les Binet e pelo consultor de marketing Peter Field, revelou que aumentar os preços devagar e a longo prazo é uma ótima estratégia.

Segundo os pesquisadores, nos dois primeiros meses o preço não deve ser tão alterado, e depois disso é possível ir aumentando o valor um pouco mais rápido. Para chegar a esta conclusão eles analisaram 700 marcas em 83 categorias e consultaram dados coletados durante 30 anos.

É preciso entender que o lucro é apenas um dos pontos que devem ser levados em conta na hora de precificar seus produtos. Você deve analisar o mercado, a concorrência, seus gastos fixos e variáveis e ainda saber dar valor ao produto, que é muito diferente de preço, certo?

 

Share on Facebook7Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

Newsletter

Informe seu e-mail e receba nossos informatívos.

Obrigado por assinar nossa Newsletter!