Como proteger minha loja física?

No post anterior falamos sobre importância de contratar um seguro para proteger sua loja. Hoje vamos falar sobre sistemas de segurança da sua loja física para proteger você, seus clientes e seus produtos. Para isso é preciso que você invista em alarmes, monitoramento eletrônico, seguranças e também em sistemas contra ataques de hackers (pela internet).

Saiba quais as principais formas de proteger seu patrimônio:

1 – Câmeras de segurança

São essenciais para que você saiba tudo o que está acontecendo na loja. Elas devem ficar em locais estratégicos para captar imagens de todos os ambientes. Com essas imagens é possível verificar em tempo real como está o andamento da loja e tirar possíveis dúvidas quanto à comportamentos suspeitos.

Mas atenção! De acordo com a lei, elas só podem ser colocadas com o objetivo de proteger o patrimônio da loja, ou seja, funcionários e clientes devem ter sua privacidade preservada. Por isso evite instalar câmeras em banheiros, refeitórios e vestiários.

E já que você não vai ter tempo de ficar conferindo as imagens o dia todo (nem deslocar um funcionário para isso), uma boa dica é contratar uma empresa especializada. Através dela, você pode solicitar o armazenamento e exclusão das imagens após uma semana, por exemplo, e dentro deste prazo, se for necessário, pedir para ver algum trecho da gravação.

Não se esqueça de colocar câmeras também do lado de fora da loja. Além de captar as imagens externas, elas podem intimidar a ação de possíveis invasores ou depredadores. E mais: caso aconteça um roubo, as imagens irão facilitar bastante o trabalho da polícia.  

2 – Alarmes

São essenciais principalmente quando sua loja estiver fechada. O ideal é contratar uma empresa que ofereça monitoramento, ou seja, se o alarme disparar, ela deve mandar um funcionário ao local para verificar o que houve. Não havendo problemas, o funcionário providenciará o desligamento do dispositivo e, em caso de roubo, ele deverá acionar a polícia.  É muito comum que este tipo de alarme dispare sozinho, e você não vai querer incomodar a vizinhança, certo?

Alarmes antifurto – Dificilmente você vai precisar de alarmes como este em sua loja. Eles são ideais para peças pequenas que podem ser escondidas dentro de bolsas ou na roupa.

No caso de móveis, dificilmente você não vai perceber um sofá saindo pela porta da sua loja. Entretanto, se você vende objetos de decoração pequenos e de valor, considere a possibilidade de proteger estas peças com pequenos alarmes antifurto.

Mas tenha cuidado: se um cliente passar pela porta e o alarme disparar, seus funcionários devem ser treinados para não o constranger. Chame-o gentilmente de volta à loja. Peça desculpas e explique que pode ter acontecido um erro no sistema (às vezes acontece mesmo). Pergunte a ele se por acaso o caixa esqueceu de retirar o dispositivo e vá conversando assim, com calma, até entender o que realmente aconteceu.

3 – Segurança uniformizado

Utilize apenas em condições extremas. Por exemplo: se sua loja ficar em uma rua com altos índices de criminalidade e for de fácil acesso, com peças muito próximas da calçada, ele pode ser útil.

O problema é que algumas pessoas podem se sentir intimidadas com a presença deste funcionário ou não entrarem na loja achando que ali é um local perigoso. Por isso considere a contratação de um funcionário à paisana.

Este tipo de funcionário também pode ser muito útil em épocas de grande movimento no comércio como Dia das Mães e final de ano. Isso porque é mais difícil controlar a segurança da loja com uma quantidade muito grande de pessoas nas ruas.

Mas atenção! ao contratar um segurança, verifique se a empresa em que o funcionário trabalha é legalizada junto à Polícia Federal.

4 – Antivírus

Ataques cibernéticos são cada vez mais comuns e você deve estar protegido, afinal, os computadores da sua loja contêm informações valiosas como senhas, números de cartões de crédito, histórico dos pedidos, valores e dados dos clientes.

Aqui é muito importante que você contrate um profissional especializado em segurança virtual. Ele poderá rastrear possíveis vírus em seus equipamentos (e retirá-los) e protegê-los de futuros ataques.

Lembrando que este serviço deve ser feito periodicamente pois todos os dias são criados vírus com a intenção de roubar dados e infectar máquinas.

Proteger seu patrimônio pode não ser tão simples, mas vale a pena. Como dissemos no post da semana passada, é seu patrimônio que está em jogo e você se esforçou muito para conquistá-lo. Então, invista um pouco em segurança pois assim, além de ficar mais tranquilo, você estará protegendo sua loja, funcionários e clientes.

 

Share on Facebook5Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

Newsletter

Informe seu e-mail e receba nossos informatívos.

Obrigado por assinar nossa Newsletter!