Não contrate um vendedor antes de ler isto!

Se você chegou até aqui, é porque está precisando de um novo vendedor. É preciso ter muito cuidado, pois nem sempre é fácil encontrar a pessoa certa e contratações mal feitas podem gerar prejuízos.  Mas não se preocupe: separamos dicas valiosas para que você possa encontrar seu futuro funcionário. Veja:

1 – Candidato

Antes de contratar, você deve saber exatamente o que está procurando, ou seja, quais as qualidades que o candidato deve ter. Parece óbvio, mas é muito importante acertar na escolha. Isso porque dispensar alguém, mesmo durante o período de experiência, traz prejuízos financeiros e o principal: você perde todo o tempo investido no treinamento. Então, faça uma lista dos atributos necessários para a função e passe para o RH, ou para o responsável pela contratação.  

2 – Vaga

Saber onde divulgar a vaga também é muito importante. Hoje muitas empresas estão recrutando profissionais através de redes sociais especializadas em trabalho como o LinkedIn, por exemplo. Além de anunciar a vaga, lá é possível fazer uma busca de candidatos. Outro recurso é contratar uma empresa de recursos humanos que vai lhe fornecer um número “x” de candidatos de acordo com o que você está precisando. Existem várias delas, a mais conhecida é a Catho.

O que também pode dar certo é contratar por indicação: como a pessoa que vai indicar conhece as duas partes, a chance de dar certo é grande.

E ainda tem o velho e bom recurso de colocar anúncio no jornal. A desvantagem é que você receberá uma enxurrada de currículos e terá que analisar um a um.

3 – Entrevista

Depois de escolher os candidatos, é hora de partir para o “cara a cara”. É a oportunidade que você tem de conhecer melhor seu futuro funcionário. Assim que ele entrar na sala, você já conseguirá identificar várias características: idade, modo de vestir, de falar, postura corporal… Isso diz muito sobre o candidato.

O ideal é contratar um vendedor que seja “a cara” do seu público alvo. Por exemplo: se os seus clientes forem mais conservadores e exigentes, contrate alguém um pouco mais velho, que já tenha experiência com móveis e com vendas. Clientes assim já entendem do assunto e querem alguém que possa conversar com eles de igual para igual.

4 – Experiência

Aqui temos duas situações: você pode contratar alguém com experiência em lojas de móveis ou não. A vantagem da primeira situação, é que você não vai perder muito tempo com treinamento. A desvantagem é que este vendedor pode vir com alguns “vícios” indesejáveis do emprego anterior. Mas se você está com pressa, esta é a melhor opção.

Por outro lado, ao contratar alguém sem experiência, você pode moldá-lo da forma que quiser. O treinamento vai durar mais, mas vai valer a pena pois o funcionário vai trabalhar da forma como você precisar.

5 – Contratando

Ao contratar o funcionário, você deve deixar bem claro quais as funções que ele terá que desempenhar. É claro que isso já deve ter sido feito na divulgação da vaga e na entrevista, mas pode ser que você tenha deixado passar algum detalhe que poderá lhe trazer problemas depois. Por exemplo: se ele tiver que ficar até mais tarde durante determinado dia da semana ou se o horário de almoço for mais cedo, ele deverá saber e concordar.

Por fim, contrate de acordo com as leis trabalhistas. Além da CLT (prazo indeterminado) é possível contratar alguém por tempo determinado (como final de ano, por exemplo).

Ao contratar alguém, tenha bastante cuidado pois o vendedor é uma peça chave da sua loja. Grande parte do sucesso das vendas depende dele. Então, sempre os trate bem, mas cobre resultados. E mais: se possível, dê treinamentos periódicos para que a equipe não perca a motivação.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

Newsletter

Informe seu e-mail e receba nossos informatívos.

Obrigado por assinar nossa Newsletter!